Descubra o passo a passo de obras Light Steel-Frame

Construção em Steel Frame
17 de março de 2019
Veja como colocar um quadro em uma parede de Drywall
1 de maio de 2019

Descubra o passo a passo de obras Light Steel-Frame

Cada vez mais utilizado no Brasil o sistema Light Steel-Frame tem ganhado notoriedade entre engenheiros, arquitetos e até mesmo clientes finais devido a sua flexibilidade de utilização de materiais e de finalização de acordo com a necessidade de cada cliente.

Apesar de resistência por parte de alguns profissionais é inevitável que o processo se torne uma das principais opções em obras, e que todo mercado perceba que o método a seco é uma novidade econômica, prática e com qualidade, que veio para ficar!

Se você ainda duvida disso, resolvemos desenvolver um passo a passo para que possa entender como é realizado o processo a seco e assim, tirar suas próprias conclusões sobre sua eficácia.

Curioso? Então vamos lá!

1) A base

Uma das principais vantagens do sistema Steel-Frame é sua leveza e por conta disso não necessita de grandes bases de sustentação na totalidade do projeto, e ainda distribui de forma igualitária a carga em toda a sustentação.

A base mais utilizada em conjunto com o sistema é o Radier um tipo de fundação rasa que passa por toda a área em que será aplicado o Steel-Frame criando uma aspecto que pode lembrar uma laje de concreto ou placa.

A função é aplicada diretamente no chão e nivelada antes de receber a carga dos pilares e paredes da obra total.

O indicado é que o Radier seja construindo em uma área mais extensa do que o necessário para a realização da obra, ou seja não deve ser aplicado apenas na área exata onde ficará a estrutura e sim além dessa área.

Faça uma camada de brita e coloque madeiras de 10 cm de largura em volta para moldar o tamanho total da fundação e preencha com concreto, deixe curar e inicie a construção.

2) Estrutura

É exatamente nessa etapa que o sistema Steel-Frame. As paredes podem ser feitas de diferentes formas, mas a utilização de aço galvanizado é indispensável.

Você pode optar pela utilização de perfis inteiros os chamados perfis comerciais ou tradicionais, mas é preciso certificar-se que todos possuem o mesmo tamanho e que os corte e montagem sejam realizados no canteiro de obra.

Existem pessoas que realizam o corte e montagem fora do canteiro de obras, mas na minha opinião o trabalho será maior, se for necessário realizar modificações ou ajustes.

Se quiser ainda mais praticidade, opte pelo perfil engenheirado que já chega ao canteiro de obras praticamente pronto, cortado e perfurado através de uma máquina especializada em Steel-Frame, garantindo uma finalização perfeita e sob-medida.

Existem duas marcas de máquinas de fabricação de perfis engenheirados no Brasil, como por exemplo a Framecad.

Os painéis de aço devem ser colocados junto com fitas de aço e fitas OSB para dar contraventamento ao sistema, já que são estruturais quando calculados de forma adequada pelo engenheiro especializado, distribuindo assim as cargas em todo sistema.

A ideia central do sistema é dividir a carga no máximo de painéis de aço possíveis, que foram projetados para receber pequenas cargas, o que possibilita o uso de perfis leves, por isso o nome Light Steel-Frame.

3) Preparando a laje

Assim como os demais processos do sistema Steel-Frame, a laje é construída a seco, com vigas fabricadas do mesmo aço leve só que com espessuras maiores, para garantir maior resistência de acordo com o peso que deverá sustentar.

Sobre a estrutura você tem a opção de colocar painéis OSB de 18mm (no mínimo) ou painéis Wall de 23mm ou 40mm.

Se optar pelo Painel Wall de 40mm saiba que este suporta até meia tonelada por m2. Se o processo for realizado de forma correta, é possível utilizar esse painel até mesmo em que a laje precise suportar muito peso, como concessionárias por exemplo.

Uma dica que além de agregar bastante sustentação ainda garante economia de material ao final da obra, é o uso equilibrado de aço leve com aço pesado.

Outra facilidade do sistema Steel-Frame é que é possível inserir toda as instalações elétricas, hidrossanitárias, isolamentos termicos e acusticos na parte inferior da laje no caso da parte elétrica e sanitária. Os isolamentos são escondidos ao decorrer da obra com Drywall.

4) Telhado

O telhado é construído com o mesmo aço leve das etapas anteriores, e também pode ser escolhido entre as versões tradicionais ou engenheirados. Sobre o aço são inseridas as placas OSB, indicamos que essas sejam aluminizadas para garantir mais conforto térmico a construção.

O Steel-Frame permite que o sistema de telhado seja ventilado devido a cumeeira que permite a renovação do ar nos painéis, arejando o ambiente e expulsando o ar que quente.

Além disso, esse tipo de telhado garante maior proteção as mais diversas condições climáticas,  agrega charme e beleza à estrutura.

5) Revestimento Externo

Outra das tantas outras qualidades do sistema Steel-Frame, a liberdade de escolha. Existem vários materiais que podem ser utilizados no revestimento externo, mas existem alguns específicos que combinados ao sistema garante uma finalização impecável.

Como é o caso do uso de lã de vidro ou lã de rocha de alta densidade no interior ou até mesmo drywall duplo em uma obra em que se utilizou placas OSB, darão um alto padrão de conforto ao ambiente, agradando até mesmo os clientes mais exigentes.

Agora independente da combinação de materias que utilize o que não poderá faltar é a membrana de vapor, que é a responsável por garantir que a umidade não penetre a estrutura como um todo, um método novo e extremamente eficaz.

6) Parte elétrica e hidráulica

Como dito anteriormente tanto a parte elétrica como a parte hidráulica podem ser instaladas antes do fechamento das paredes, o que garante grande praticidade e redução de incômodos de quebra-quebra após a finalização da obra.

Além disso, a manutenção após a obra também é super simples quando utilizado o sistema PEX que permite realizar curvas e até conduzir água de diferentes temperaturas (quente e fria).

7) Esquadrias

As instalações de portas e janelas no sistema Steel-Frame ocorrem da mesma forma que nas obras convencionais, por isso não é necessário contratar mão de obra especializada ou algo do tipo.

O que recomendamos é que durante a instalação sejam utilizados impermeabilizantes para unir as esquadrias ao aço da estrutura, um produto bastante utilizado para isso é o Flashing uma fita asfáltica que cumpre bem seu papel.

A vantagem é que como todo o projeto é feito sob-medida a instalação é super simples, evitando dores de cabeça. Outro ponto é que as esquadrias podem ser do material que o cliente desejar.

8) Revestimento Interno

Toda a finalização é feita com drywall e pintura, dando um aspecto idêntico ao de alvenaria. Como é utilizado placas OSB é possível pendurar todo e qualquer tipo de objeto com total segurança, desde quadros á tvs de grandes polegadas.

Assim como boa parte do projeto você tem total liberdade de escolha quanto ao piso, mas uma boa dica é utilizar os pisos vinílicos que além de agregar charme e beleza, ainda otimizaram a acústica do ambiente.

E aí, gostou de conhecer um pouco mais sobre o sistema Steel-Frame, ficou com dúvidas? Deixe aqui nos comentários e não esqueça de compartilhar essa novidade em suas redes sociais.

Até a próxima!

Compartilhe:

Os comentários estão encerrados.